Formação / Cursos
21IGP069
Public Compliance: Ética e Integridade na Gestão Pública | ON-Line
Área Temática Organização e Gestão Pública
Carga Horária 12 Horas
Administração Central e Local
Data de Início 2021-12-13 Data de Fim 2021-12-16 Cronograma
Formador(a) Ver "Observações"
Local de Realização IGAP - On-Line|Microsoft Teams
Público alvo - Dirigentes em cargos de direção superior ou intermédia; - Técnicos Superiores ou trabalhadores de carreiras especiais com responsabilidades em áreas integridade, designadamente jurídica, auditoria, recursos humanos, gestão financeira, contabilidade, atendimento ao público, comunicação, segurança e riscos operacionais; - Todos trabalhadores que pretendam adquirir competências nas áreas da ética, de boa conduta, prevenção de riscos e combate à corrupção e infrações conexas.
Taxa de inscrição € 195,00
Observações Data e horário das sessões: 13, 14, 15 e 16.dezembro - das 9h às 12h dias 13 e 16.12 + das 9.30h às 12.30h dias 14 e 15.12 (4 sessões - 3h/sessão com intervalo)  

Formadores: 
Professor Doutor António João Maia, Conselho de Prevenção da Corrupção da Direção-Geral do Tribunal de Contas, docente no ISCSP/UL e Investigador da Polícia Judiciária 
Mestre Filipe Pontes, docente no ISEG e ISCAC, formador nas áreas de auditoria e gestão de fraude
Mestre Patrick de Pitta Simões, Auditor/consultor jurídico na AP e Investigador no CEDIS da Nova School of Law

INFORMAÇÕES ÚTEIS para a FORMAÇÃO ON-LINE (veja também os pré-requisitos obrigatórios para a participação)

1. As sessões serão realizadas na plataforma Microsoft TeamsO IGAP agenda a formação e envia aos participantes, juntamente com a confirmação da participação, o link de acesso para a data e a hora da sessão.

2. Não existe obrigatoriedade de instalação da app da plataforma Microsoft Teams para aceder às sessões. Após receção do link basta clicar em PARTICIPAR ou JOIN e utilizar a "versão web” para aceder à sessão respetiva, onde deve colocar o nome (1º e último, sem abreviaturas) para serem identificados na sessão, e clicar em participar/ingressar.

3. Contudo, poderá, gratuitamente, fazer o download da APP da plataforma Microsoft Teams em https://teams.microsoft.com/downloads, utilizando a versão instalada para acesso à sessão.

4. Sugere-se a entrada na sessão 15’ antes da hora prevista para o início da sessão formativa propriamente dita para "abertura” da sessão por parte da entidade formadora.

5. Guia indicativo e ajustável em função do tema e duração da sessão: 1.º Exposição do tema pelo/a formador/a, podendo ser acompanhada de suportes/recursos pedagógicos diversos; 2.º Respostas às questões dos participantes. Estas questões são colocadas por escrito, no chat visível no ecrã e são visualizadas por todos. O/A formador/a não responderá a questões que lhe sejam colocadas em chat privado. 3º. Por regra os microfones dos participantes estarão desligados no início da sessão, podendo o formador/a solicitar a ativação dos microfones dos participantes para uma interação direta e promover a comunicação com os participantes do grupo. 4.º Poderão ser enviados aos participantes os recursos utilizados e/ou outra informação com vista ao aprofundamento do tema.



  • Objetivos
    • Gerais

      Os valores da ética e da integridade numa sociedade são referenciais fundamentais para a salvaguarda do interesse geral que deve estar, naturalmente, associado à Governação Pública e ao exercício de funções de natureza pública.

      No dia 18 de março deste ano, foi aprovada a Estratégia Nacional de Combate à Corrupção 2020-2024, através da Resolução de Conselho de Ministros n.º 31/2021, publicada a 6 de abril, no Diário da República, 1.º série, n.º 66.

      Assumindo a dimensão preventiva como crucial, a Estratégia identifica um conjunto de medidas tendentes a permitir que o Estado fomente cidadãos probos e cientes dos seus direitos e deveres, melhorando desse modo a capacidade de resposta da Administração e os mecanismos de transparência na atividade pública.

      Esta ação de formação serve para alertar para o fenómeno da corrupção e difundir as boas práticas organizacionais, que não só ajudam a prevenir as condutas irregulares e ilícitas como garante uma cultura de integridade, assumindo como objetivos gerais: 

      − melhorar estratégias institucionais com vista a garantir integridade e transparência

      − prevenir e combater riscos de corrupção e infrações conexas

      - fomentar a adequada implementação de canais de denúncias


    • Específicos
      No final da formação, os formandos deverão:

      1. Deter mais conhecimentos sobre políticas, estratégias e instrumentos de gestão e prevenção de riscos

      2. Refletir sobre as melhores estratégias de controlo interno, de promoção da integridade e de prevenção da fraude e da corrupção na governação pública

      3. Ficar alerta para a necessidade de acautelar, tempestivamente, a implementação de canais de denúncia/reporte



  • Programa
    • I – Public Compliance - Ética e Cultura de Integridade nas OrganizaçõesAntónio João Maia

      1. Ética, conduta e cultura de integridade

      2. Princípios e valores éticos do serviço público

      3. Políticas de compliance, estratégias e instrumentos de gestão e prevenção de riscos

      II – Public Compliance - Sistema de Controlo Interno - Filipe Pontes

      1. Gestão de riscos e conflitos de interesses no âmbito de public compliance

      2. Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas

      3. Criação e gestão de um sistema de controlo interno e a sua articulação com instrumentos de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas

      III – Public Compliance - Mecanismos de Deteção do Incumprimento - Patrick de Pitta Simões

      1. Reportes de irregularidades (canais de denúncias)

      2. A proteção de denunciantes na Administração Pública

      3. Compliance Officers: responsáveis pelo tratamento das denúncias e Autoridades Competentes

      IV – Workshop: Riscos de Corrupção e Estratégias Preventivas - António João Maia, Filipe Pontes, Patrick de Pitta Simões

      1. Revisão/gestão de um Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas

      2. Revisão/gestão de um Sistema de Controlo Interno

      3. Gestão de um canal de denúncias em articulação com outros instrumentos de boas práticas organizacionais

  • Mais Informações
    • Recursos Pedagógicos Documentação de Apoio Ligação à Internet (Wi-Fi) PC
    • Metodologias de Formação

      Método expositivo e interrogativo com recurso ao debate de situações práticas

    • Forma de Organização À distância
    • Metodologias de Avaliação Avaliação inicial diagnóstica (questões orais p/ aferição do nível de conhecimentos/expetativas), contínua formativa (oral e prática durante as sessões) e final de reação (questionário individual e debate assistido)
    • Pré-requisitos
      É obrigatório que cada formando tenha computador, com acesso à internet estável e capacidade para ouvir a sessão, seja com colunas ou com auscultadores (aconselhável, para evitar ruído).
      É aconselhável também, se pretender participar, que tenha microfone a funcionar. O uso e ativação de webcam é facultativo, mas preferencial, dada a desejável interação formador-formando. 

      Deve também assegurar uma ligação à internet estável evitando, na medida do possível, outras ligações simultâneas na mesma rede (outras videochamadas, serviços de streaming como Netflix, Youtube, gaming online, etc), sob pena de prejudicar a qualidade da sua ligação, podendo gerar cortes durante a mesma.

      Aconselhamos o teste ao hardware antes do início da sessão, sob pena de perder alguma parte.
voltar
Contacte-nos
Rua de Belos Ares, 160, 4100-108 PORTO

Telf.: +351 226 001 312 / +351 226 005 219
Coordenadas GPS
N 41º 09' 39.4'' W -8º 38' 15.8''
Assuntos carácter geral
igap@igap.pt

Secretariado
secretaria@igap.pt

Dep. Formação
dep.form@igap.pt
Dep. Financeiro
dep.fin@igap.pt

Direção
direcao@igap.pt
Siga-nos
Facebook LinkedIn
Partilhar
Partilhar
Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Pode consultar os detalhes na nossa politica de privacidade.

Aceitar